Categorias
Blogue Idade Digital

Unaí Esporte triunfa sobre o Paranoá e leva a taça de campeão da Segundona do Candangão

Neste domingo, 30 de setembro, o Unaí Esporte Clube conquistou o título da segunda divisão do Campeonato Brasiliense de Futebol 2012, e também o direito de disputar a primeira divisão do campeonato no próximo ano. Com uma vitória por 2×1 sobre o Paranoá, o Unaí festejou mais uma de suas conquistas.
A partida iniciou agitada com a anulação de um gol do Unaí Esporte que rendeu a expulsão do presidente do clube que foi reclamar com o assistente de arbitragem que marcou o impedimento no lance. No final do primeiro tempo, já nos acréscimos, o atacante Hugo deu o primeiro gol para o Unaí Esporte, de pênalti, aos 49 minutos, enlouquecendo a torcida. O primeiro tempo terminou com um cartão amarelo para o zagueiro Binha, do Unaí, e um para a equipe do Paranoá.
No segundo tempo, a equipe do Paranoá foi em busca da virada, mas depois de um escanteio aos 11 minutos, o zagueiro Binha aumentou para a equipe da casa, trazendo alegria para o torcedor na arquibancada. Oito minutos depois, mais um gol anulado, devido à uma de ataque de Binha, do Unaí Esporte.
Depois dos 20 minutos, os dois times estavam exaustos, em especial o Paranoá que precisou correr mais atrás do empate, mas mesmo com vários chutes à gol, somente no finalzinho, Abimael, aos 47, diminui para o Paranoá, sem estragar a festa do torcedor unaiense presente no Estádio Urbano Adjuto.
Bastou o apito do árbitro soar para que a Comissão Técnica e a torcida explodissem gritando “o campeão voltou!”, “é campeão!”, dentre outros gritos que expressavam a tamanha alegria de disputar a primeira divisão do Campeonato Candangão. Com um jogo tranquilo, muita festa da torcida e trabalho da imprensa regional para cobrir o evento, o Unaí Esporte sagrou-se campeão da segunda divisão do Campeonato Candangão.
O Idade Digital falou com o comandante da equipe do Paranoá, Estocanela. Veja:
ID: O Paranoá fez um bom trabalho dentro do campeonato e através dos bons jogos na competição ele conseguiu a esse jogo decisivo, que pôde ser visto como final. Como você viu o jogo, mesmo havendo perdido, mas pelo Paranoá ter lutado até o último minuto conseguindo ainda um gol no finzinho?
Estocanela: O Paranoá jogou bem hoje e, infelizmente, a gente não concorda com os resultados e com o resultado aqui eu também não concordo. O juiz, eu acho que tiveram alguns erros, mas não devemos discutir, e tiveram outros problemas, com o representante da Federação aqui também, de alguma forma os jogadores ficaram amedrontados, talvez tenha influenciado no psicológico deles e aí o segundo tempo a gente não conseguiu engrenar, mas o Paranoá foi valente e em todo o campeonato, graças à um patrocínio, do Geraldo [presidente do clube] aqui, da empresa dele, que se dispôs a nos ajudar. Infelizmente a gente não conseguiu subir esse ano, eu acredito que, possivelmente na próxima semana nós vamos fazer uma reunião para tentar organizar o Paranoá pra subir, com certeza, de outra maneira, mais organizado, a gente vai para a primeira divisão.
Já era noite quando uma passeata com os jogadores em cima do caminhão do Corpo de Bombeiros deixou a noite unaiense repleta de alegria, com muita festa dos jogadores, do técnico Cleyton Mineiro e de toda a equipe, desde a comissão técnica até os zeladores do estádio. O Idade Digital falou com melhor jogador nas três últimas partidas do Unaí Esporte, jogador decisivo, criador de jogadas e atacante, Alemão. Confira abaixo:
ID: Alemão, você saiu ovacionado pela torcida, qual é esse sentimento para com a torcida unaiense, que incentivou o time, que hoje esteve aqui, lotando o estádio?
Alemão: Foi bacana, a gente, desde o primeiro jogo em casa, tivemos a infelicidade de empatar, o torcedor não desistiu, acreditou e lotou o estádio, nosso time foi valente, e o torcedor hoje foi parte fundamental, nos apoiou do início ao fim, e é isso, está todo mundo de parabéns. Unaí agora está no lugar de onde nunca deveria ter saído, que é a primeira divisão, e agora é comemorar com o torcedor, o grupo vai fazer uma comemoração alegre, porque foi bem difícil e agora é só comemorar.
O plantel atual de jogadores do Unaí Esporte é comandado pelo técnico Cleyton Mineiro que alcançou um aproveitamento de 77,27% no campeonato, e ainda, levando um título em seu currículo. O presidente do clube, o policial militar Capitão Elias, que vem desempenhando o trabalho esportivo na cidade desde 2001, já passou pela ascensão do Unaí Esporte, troca de denominação do clube e também por vários altos e baixos do Unaí, mas se apresenta confiante na busca pela estabilização do clube na competição estadual em busca da disputa da Copa do Brasil. O presidente do Unaí Esporte também falou com o Idade Digital. Confira abaixo:
ID: Você, como incentivador do esporte unaiense, como se sente com mais essa conquista?
Elias: Me sinto realizado porque é um trabalho que eu sempre acreditei, são onze anos à frente do Unaí Esporte, e vem só a complementar minha alegria de trabalhar com o esporte. Esse título foi um incentivo para os torcedores, e Unaí muito sofre, pois é muito carente na área esportiva, então,             a gente vai nesse esforço aqui foi justamente para trazer essa alegria. Esse reconhecimento foi para mostrar o nome da cidade que é um pouco ruim fora da nossa região e também para o Brasil, então, através do futebol nós pretendemos mostrar as coisas boas que tem na cidade de Unaí.
ID: Essa conquista irá impulsionar o esporte na cidade, pois Unaí é rico em talentos e agora, na primeira divisão, qual será a perspectiva para os próximos anos em relação a profissionalização da “meninada” que joga bola nos projetos esportivos da cidade?
Elias: Em relação à perspectiva para o ano que vem, com esse acesso à primeira divisão, é contar com o apoio, principalmente do Poder Público e também dos empresários. Nós sabemos que existem grandes empresários, que podem investir no futebol e em qualquer tipo de esporte, o meu interesse é não só o futebol, mas qualquer tipo de esporte, pois uma criança praticando esporte deixa de fazer coisas ruins, ela não caminha pro lado das drogas nem pro lado do crime. Então, é esse o meu interesse. Meu interesse também é de fazer a divisão de base, com infantil, juvenil e juniores, isso que é importante, mas precisa do incentivo, precisa do dinheiro que é muito difícil conseguir. Às vezes, nós bancamos, pegamos dinheiro da própria família da gente para manter esse esporte, agora, vamos ver se no ano que vem a gente consiga se organizar melhor pra ter uma diretoria, pois nem uma diretoria eu tenho, é sozinho mesmo, o clube depende tudo do Capitão Elias, isso é muito ruim, porque a gente não consegue parceiros, e se nós precisamos de uma pessoa para buscar água para nossos jogadores e eles ficam com sede, porque o cara promete e depois não cumpre. Nós precisamos profissionalizar para todo tipo de esporte, tendo responsabilidade com cada um, fica mais fácil, então, eu creio que a partir desse momento, entrando em ascensão, alcançando aí a primeira divisão do campeonato Brasiliense, que vai elevar o nome da cidade e também trazer verbas para que a gente possa conseguir montar essa equipe de base, que é investir na criança.
O Unaí Esporte agora pensa na primeira divisão do Campeonato Candango já que o patrocínio para a manutenção do time é extremamente necessária para dar condições para a disputa do campeonato Candango em sua primeira divisão. Graças ao apoio de patrocinadores como o Projeto Natureza Limpa, de Unaí, o esporte unaiense vai ganhando amplitude estadual, entretanto, é necessário que as empresas se interessem em colaborar com o desenvolvimento do esporte unaiense.
A parceria com empresas e a Prefeitura Municipal rende grandes frutos para o Unaí Esporte, desde a contratação de jogadores, formação de base no município até mesmo a compra de uniformes, por isso, é de grande importância todas essas parcerias. Felizmente, já existe uma parceria com a Prefeitura Municipal, que faz um repasse no valor aproximado de R$40.000,00, valor insuficiente, mas com certeza, a Prefeitura irá fazer um repasse maior, já que o time agora precisa contar com uma estrutura bem dotada para seguir trazendo conquistas para o esporte unaiense, e desta forma, tirando jovens e crianças das drogas e da violência.
Bruno de Oliveira Rocha

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!