Categorias
Blogue Idade Digital

Campanha Conte até 10: governo federal lança ações de conscientização contra a violência por impulso

Conte até dez! Essa é a frase e a ideia principal da campanha nacional do Ministério da Justiça para a diminuição das mortes e delitos cometidos por impulso. A campanha, que tem início hoje (08), conta com lutadores do Ultimate Fighting Championship (UFC) como Anderson Silva, Júnior Cigano, entre outros, como garotos-propaganda da campanha, tudo isso sem cobrar cachê para estrelar nos vídeos. (Maiores informações disponíveis no site do Ministério da Justiça)
O Ministério da Justiça, com base num estudo inédito que ainda será apresentado nos eventos de lançamentos da campanha nas capitais mais violentas do país, construiu uma campanha especial para contribuir com a diminuição e com a conscientização da população para os delitos cometidos por impulso.
A ação é parte de uma série de medidas que o governo federal, em conjunto com os ministérios públicos dos estados brasileiros, está tomando para tentar diminuir a violência no Brasil. Depois de campanhas e leis para inibir a violência contra mulheres e homossexuais, agora chegou a vez de diminuir a violência por impulso. Outra ação do Ministério da Justiça que está em vigor e que irá, com certeza, diminuir a lentidão dos processos judiciais no Brasil, é a conciliação. Os resultados, segundo o próprio ministério, são positivos e satisfatórios.
O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), pretende, com essa campanha diminuir significativamente o número de delitos que se configurem na reação contra a vida em momentos de impulso, seja no trânsito, no trabalho, em casa ou no dia a dia das escolas. Inclusive, o material de campanha que será trabalhado em salas de aulas das escolas públicas de todo o país vai ser editado e repassado pelo MEC já no início do próximo em 100% das escolas, em especial, na educação infantil e nos anos finais do ensino fundamental.
O Brasil, em termos de violência, apresenta situação preocupante, principalmente por causa do número de homicídios crescentes na Grande São Paulo nos últimos 17 dias. Em média, são quase quinze pessoas mortas todas as noites em São Paulo e o Governo Federal já constitui ações juntos à Secretaria de Segurança Pública do Estado para coibir delitos do tipo.
O outro lado da campanha mostra uma preocupação, em especial, com as mortes no trânsito, a maioria causada por brigas ou imprudência. A campanha será veiculada em jornais, revistas, na internet, na televisão e no rádio, buscando o alcance do número máximo de pessoas.
Bruno de Oliveira Rocha

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!