Categorias
Blogue Idade Digital

ESTUDO: “Trânsito de Unaí: é preciso mudar!”

A cada ano que passa, o Brasil aumenta a frota de veículos nas ruas. Em Unaí-MG não é diferente, por isso, o trânsito está ficando cada vez mais lento e mais perigoso para os condutores que se aventuram pelas ruas da cidade. Desde a sinalização deficiente ou inexistente até o congestionamento nos horários de pico. Pela primeira vez na história, um estudo vai trazer o trânsito de Unaí nessa série de matérias. Confira!
Esta a primeira de uma série de cinco matérias que o Idade Digital vai trazer para você com base em comentários, reclamações dos moradores e, em especial, num estudo inédito que o IDfez com projeções para a frota unaiense e as dificuldades encontradas. Na primeira e segunda matéria da série, você vai conhecer mais sobre os dados que o estudo pioneiro e inédito abordou.
Coordenado pelo colaborador Bruno de Oliveira Rocha, o estudo “Trânsito de Unaí: é preciso mudar!”, do ID, começou com uma avaliação dos números apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nos dois últimos censos, bem como suas projeções, as taxas de crescimento, o avanço da frota nas grandes cidades, e a partir desses dados, foram feitos cruzamentos e contas projetadas para o ano de 2020.
Por que 2020?
Essa série do ID e o estudo que aqui será apresentado culminam e virão calhar justamente em cima do fim da década de ações para segurança, uma espécie de plano da Organização das Nações Unidas (ONU) para todos os países integrantes da ONU. Esse plano visa diminuir os acidentes e consequentemente as mortes no trânsito de todos os países, inclusive o Brasil que está como sendo um dos primeiros no ranking de mortes no trânsito.

O estudo
Os problemas encontrados nas ruas de Unaí, a deficiência encontrada na sinalização e um reestruturação do trânsito serão os grandes desafios da gestão atual e próxima no governo municipal. O estudo durou mais de três meses e será apresentado nesta segunda-feira (14) pelo Idade Digital à população unaiense por meio do blog, e é importante ressaltar que o levantamento foi custeado pelo ID e que não recebeu nenhum apoio financeiro externo.
A apresentação do estudo traz a seguinte consideração e um dado alarmante: “a cada habitante que aumenta em Unaí-MG, quase oito veículos vão para as ruas da cidade. A frota unaiense aumentou 15% no último ano e em 2021 vai ultrapassar o número de habitantes. Cresce a frota, aumentam os problemas. O que fazer?”.
Atualmente com quase 80 mil habitantes (estimativa de 78.723 habitantes pelo IBGE), Unaí-MG vive um desenvolvimento econômico nunca visto antes. São várias as obras de infraestrutura de rodagem feitas no município, entretanto, com o crescimento da frota, a cidade começa a ter problemas com o trânsito nos horários considerados “de pico”, além de problemas relacionados à deficiência ou erros na sinalização de trânsito.
Hoje, a relação entre população e veículos é de 0,39 veículo por pessoa, ou seja, a cada três pessoas, um veículo. No entanto, um dado alarmante já preocupa a Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura, Trânsito e Serviços Urbanos de Unaí-MG, o crescimento anual de 15% da frota; esse número é maior que o crescimento da frota de Aracaju, capital do Sergipe, que conta com o aumento anual de 12% da frota. Nesse passo, segundo o estudo, em 2021, a frota unaiense chegaria a 89.301 veículos enquanto a população seria de 84.124 habitantes, o número de veículos, portanto, ultrapassaria o número de habitantes.
Olhando por outra perspectiva, nos últimos sete anos, o crescimento médio da frota foi de 7,8%, mesmo assim, apresentando esse crescimento até 2020, a frota chegaria a quase 65 mil veículos, numa ótica muito otimista. As facilidades para acesso ao crédito, o rápido sucateamento dos veículos mais novos e o aumento de pessoas nas classes B e C são os principais fatores ligados ao aumento da frota em todo o Brasil nos últimos anos.
Na próxima matéria da série, o Idade Digital vai trazer os panoramas que o estudo apresentou para os próximos anos da cidade de Unaí-MG, bem como os problemas citados no estudo e vai em busca de imagens e fatos que comprovem o que o estudo diz.
No trânsito, celular mata, bebida mata, brincadeira mata, imprudência mata, corrupção mata e carteira ‘comprada’ mata. Por isso, a consciência é palavra-chave. Trânsito: é preciso mudar! Compartilhe essa ideia!
Bruno de Oliveira Rocha

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

0 resposta em “ESTUDO: “Trânsito de Unaí: é preciso mudar!””

Um dos problemas é que as ruas foram projetadas ainda na época da fundação da cidade. De lá pra cá, pouca coisa mudou. Não sei como vão fazer para resolver essa situação, porque não há como alargar essas ruas. Mas em se tratando de trânsito caótico Tenho dois exemplos: A Avenida Belo Horizonte com Eli Pinto de Carvalho após o horário de almoço torna-se insuportável, temos também a Rua Celina Lisboa Frederico em frente ao colégio do Carmo às 13:00 e 17:30 que são os horários de pico e também horário da entrada e saída dos estudantes daquela instituição. Como estacionamentos também são problema na cidade, motoristas param no meio da rua para pegar seus filhos, amigos, colegas… enfim… os riscos para as crianças são grandes, principalmente, os atropelamentos. É comum vermos crianças descendo no meio da rua daí a desculpa dos motoristas é sempre a mesma “a pressa”. Nesse sentido, é muito importante que nosso novo prefeito e autoridades estejam bastante atentas a todo esse cenário ligado ao trânsito. Como o consumo de veículos não vai diminuir será preciso concentrar muita energia e criatividade nos trabalhos de prevenção e fiscalização do trânsito.

Comente! Aqui é o lugar!