Categorias
Blogue Idade Digital

Onda de arrombamentos preocupa os moradores de alguns bairros de Unaí-MG

Casas, mercados e bares são alvos de bandidos nas madrugadas de Unaí-MG. A região dos bairros Bela Vista, Divineia e Barroca são os principais alvos e a Polícia Militar está reforçando o policiamento para evitar a ação dos bandidos. A ronda noturna privada não tem proporcionado segurança, já que os bandidos têm agido em casas que são vigiadas.
Nos primeiros 12 dias de 2013, mais de 10 moradores e/ou comerciantes já foram ‘visitados’ por bandidos que estão arrombando os estabelecimentos comerciais e residenciais nos bairros Bela Vista, Divineia e Barroca. Com média de um arrombamento por dia, a Polícia Militar tem registrado um aumento no número de casos e decidiu reforçar o policiamento nesses bairros, mas até o momento, nenhum suspeito foi preso acusado dos arrombamentos.
Somente nos três bairros foram 5 estabelecimentos comerciais arrombados e 7 residências, onde na maioria das vezes, o valor de roubo é considerado alto. Os notebooks são o alvo principal nas residências, já nos estabelecimentos comerciais, os alvos principais são bebidas caras, dinheiro nos caixas e cigarros. Na última semana, o valor médio dos itens levados pelos ladrões chegou a R$2.000,00, isso por causa de arrombamentos nas madrugadas, mas há casos em que os ladrões levaram muitos bens no período diurno e não foram identificados.
O IDconversou com algumas vítimas dos arrombamentos e vizinhos dessas pessoas. O argumento agora é de medo, precaução e insegurança, já que os ladrões não estão temendo sistemas de vigilância. Um morador que preferiu não se identificar afirmou que “agora eles [ladrões] não se preocupam mais se tem alarme, cerca elétrica ou muro alto, pra eles, tudo é fácil e nós temos que ficar presos em casa e com medo ainda”.
O IDpercorreu alguns dos estabelecimentos comerciais que foram arrombados e percebeu que em alguns, o alarme não inibiu a ação dos bandidos, e em outro estabelecimento, onde o proprietário fazia o pagamento da ronda noturna pela empresa Guardian, o guarda que passa fazendo a ronda de moto não conseguiu sequer pistas dos meliantes, mesmo porque não viu a ação dos bandidos.

Ronda noturna privada
De acordo com os comerciantes que foram atacados pelos bandidos, em meados de 2008 e 2009, a região também foi atacada por uma onda de arrombamentos, mas naquela época, cada arrombamento levava em torno de R$5.000,00, mas os comerciantes se equiparam com método de segurança como alarme e monitoramento 24 horas, mesmo assim, assaltos, roubos e por último, arrombamentos, têm sido a preocupação dos mesmos. Segundo os comerciantes, no mesmo período, uma ronda noturna privada fazia a segurança e a ronda não obteve êxito e logo depois da onda ser neutralizada, a ronda foi extinta.
Ontem (11), o ID presenciou, a longa distância, a entrega de um objeto, aparente uma arma, para um rapaz, aparentemente um menor nas proximidades do bairro Bela Vista. Depois de ter ligado para a Polícia Militar, a viatura só apareceu no local 23 minutos após o chamado e os rapazes já haviam saído do local. Segundo a Polícia Militar, já havia um chamado para um rapaz com as mesmas características descritas pelo IDsuspeito de tentar assaltar um mercado no bairro Divineia. No mesmo período, o motociclista da empresa Guardian, responsável pela guarda noturna, fazia a ronda.
Agora, a onda de arrombamentos e a ineficiência do serviço de ronda noturna privada têm deixado os comerciantes e os moradores amedrontados com a situação em que vivem. O ID noticiou em dezembro do ano passado, na série “Drogas: a guerra está declarada!”, que os usuários de drogas que se instalaram em um terreno baldio no bairro Divineia eram os principais suspeitos pela Polícia Militar, a respeito de pequenos furtos para alimentar os vícios.
A Polícia Militar não tem pistas dos suspeitos de arrombarem casas e estabelecimentos comerciais, mas já planeja reforçar o policiamento nessa área. A esperança é que os responsáveis por esses arrombamentos, roubos e assaltos sejam presos para que a população dos bairros volte a ficar sossegada com a segurança pública disponível.
Bruno de Oliveira Rocha 

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!