Categorias
Blogue Idade Digital

Contraste: redução na conta de energia e aumento na gasolina

Contraste: redução na conta de energia e aumento na gasolina
Aumento da gasolina e diesel trouxe insatisfação, mas para a economia, esse é um aumento natural, apenas foi em momento impróprio causando polêmica.
Todos nós, brasileiros, sabemos que o governo de Lula foi único. Até mesmo opositores veem no governo do operário uma evolução de classes sociais, um beneficiamento de parte da população que era esquecida, contudo, o seu governo também foi marcado pelo ‘Mensalão’ (que foi julgado no ano passado) e também por figuras que enojam cidadãos de bem por causa da corrupção. Com base nesse pretexto, o governo Dilma iniciou a continuação do PT no poder, agora junto do PMDB, estão com Senado e Câmara às suas mãos. Continuidade, essa foi a palavra. PAC2, UPAs, Minha Casa, Minha Vida2, entre outros programas que beneficiaram milhares de brasileiros.
Você, caro leitor, faça uma reflexão: quantos bens você conquistou no período anterior a 2002 e quantos conquistou após 2002? Quantas vezes você viajava por ano antes de 2002 e quantas vezes viaja agora? Você tinha casa própria e carro na garagem? Mas, se você reclama da ‘troca’ que o governo fez com a gasolina e a energia, espere pelos dados que vamos trabalhar logo mais.
Há pouco menos de dois anos para a eleição de 2014, Dilma anuncia o corte na conta de energia. A partir daí, a grande imprensa brasileira trouxe várias informações relacionadas à redução, mas por poucas vezes, o telespectador, ouvinte e leitor soube que houve uma cobrança indevida nas contas de energia durante o período de 2002 a 2009, desse modo, foi necessário que o Tribunal de Contas da União (TCU) efetuasse um cálculo atualizado para ressarcir esse valor ao consumidor. Na prática, o governo articulou o corte de encargos sobre o valor da energia e propôs uma renovação das concessões das hidrelétricas, assim, o Tesouro perde arrecadação e o consumidor (e principalmente as indústrias) serão beneficiados, mas isso ainda renderá várias discussões e somente com o passar do tempo, haverá como dizer o quão efetiva foi essa redução.
Moradores de Minas Gerais, somos contemplados com pouco mais de 16% de redução na tarifa logo agora nessa primeira conta do ano, assim, se pagávamos R$150,00, a nossa conta deverá cair para R$125,38. Redução real. Em contrapartida, as bombas de gasolina e diesel estão sendo reajustadas e a gasolina encontrada no valor de R$2,89/litro agora passará a custar R$3,08/litro. Um aumento mínimo de 6,6%.
O que mais incomoda e traz polêmica é que a redução nas contas e o aumento na gasolina e no diesel caíram praticamente no mesmo período, surtindo um falso efeito de ‘troca’. Na verdade, dados estatísticos comprovam que a gasolina subiu de 1994 (início do Plano Real) a 2002 (fim do governo FHC), a marca de 258,43%, saltando de R$0,54 para R$2,01. Nos últimos dez anos, a gasolina subiu cerca de 65,26%.
2014 está vindo por aí, pessimistas dos estádios serão desbancados e a Copa do Mundo do Brasil será um marco único em todo o mundo, nesse mesmo ano, estaremos elegendo deputados estaduais e federais, senadores e o presidente. Queridos leitores e companheiros, veremos muitas coisas, como é comum em todas as eleições, mas vamos pensar muito, pois nesse momento, muitas pessoas que não queríamos que estivessem no Poder estão, mas, tudo carece de análise e por isso, devemos pensar bem e fazermos uma equação para o nosso voto. Somente assim, poderemos ter uma educação de qualidade e um futuro certo.
O Idade Digital está trabalhando para te surpreender, aguarde, acesse e siga @idcidadania.
Bruno de Oliveira Rocha 

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!