Categorias
Blogue Idade Digital

Unaí Cidade Limpa e Unaí Cidade Legal são lançados pela Prefeitura

Ações de conscientização e educação ambiental são implantadas por meio de duas campanhas lançadas pela Prefeitura Municipal de Unaí. Visando melhorar a estética da cidade, a Prefeitura está implantando melhorias através destes projetos para melhorar as características de vida dos unaienses. Delvito Alves autorizou a compra de novos equipamentos para limpeza urbana.

Ontem (4), na Praça da Prefeitura, foi lançada a campanha “Unaí Cidade Limpa” com o lema “Eu quero, e você?”, com a presença do prefeito, vice-prefeito e secretários. Apesar de a limpeza urbana ter sido bem feita na gestão anterior, Delvito Alves quer dar continuidade aos procedimentos e aplicar maior rigor com a campanha lançada. Há alguns dias atrás, e sem cerimônia oficial, foi lançada a campanha “Unaí Cidade Legal” que visa educar com punições financeiras os infratores em vários casos que prejudicam a saúde pública e a mobilidade física das pessoas nas ruas e calçadas.
A campanha Unaí Cidade Limpa, mentalizada por José Inácio, na época vereador, é executada pela Secretaria de Obras, Infraestrutura, Trânsito e Serviços Urbanos em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. A principal característica da campanha é conscientizar a população em destinar corretamente os resíduos, e no tocante à responsabilidade da Prefeitura, serão adquiridos novos equipamentos para providenciar limpeza maior e com uma abrangência maior. Em entrevista à TV Rio Preto, o secretário de Obras e Infraestrutura, João Lúcio de Lima, afirmou que a Prefeitura Municipal já está viabilizando a compra de um trator roçador.
No entanto, o principal resultado esperado é a diminuição das doenças, como a Dengue que tem uma alta incidência de casos na cidade. “Estamos montando uma estrutura administrativa para dar continuidade a esse trabalho e a população de Unaí pode esperar que nós vamos desencardir essa cidade, nós vamos limpar essa cidade, nós vamos fazer a nossa parte e com certeza a sociedade em Unaí irá fazer a parte dela e com isso, vamos obter um resultado positivo para todos nós”.
A Secretaria de Saúde, nos dois primeiros meses do ano, realizou diversas ações de conscientização, entre elas, uma blitz educativa para alertar sobre os caso de Dengue no município, entretanto, as secretarias de Obras e Meio Ambiente decidiram fazer uma nova campanha, voltada para os mesmos objetivos, todavia, a publicidade empregada nessa campanha lançada ontem acabou sendo maior em função de diversos coeficientes.
Hoje (5), a superintendente Sílvia Cristiane Lacerda, titular da Superintendência Regional de Meio Ambiente (Supram Noroeste), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais esteve na Prefeitura pela manhã em reunião com Delvito Alves e o secretário municipal de Meio Ambiente, Carlinhos Demóstenes, o biólogo Carlos Komeno e o assessor de gabinete, Rogério Nunes. A visita foi para que o prefeito conhecesse os trabalhos desenvolvidos pela SUPRAM e pedir parceria para lançamento de novos projetos. Delvito afirmou, como é de costume, que o meio ambiente é uma das prioridades do seu governo. O destaque ambiental maior em suas propostas enquanto candidato foi a construção do aterro sanitário que já deverá se iniciar ainda neste ano.
Unaí Cidade Legal
Essa campanha que culmina dentro das funções do Programa Unaí sem Barreiras, implantado alguns anos atrás na cidade. Tornar a cidade mais limpa, hospitaleira, calorosa e legal, nos termos da lei, é o objetivo principal da campanha. Para tanto, são aplicadas multas com base no Código de Postura, Código de Obras e Programa Unaí Sem Barreiras. O Departamento de Fiscalização Urbana da Prefeitura de Unaí é o responsável pela aplicação das sanções aos infratores.
A tabela completa das infrações, base legal e sanções você vê abaixo:
Deixar lixo nos canteiros, calçadas e na própria rua (Art. 28 Código de Postura) = R$58,14 à R$581,40
Armazenar materiais para construção nas calçadas e na rua (Art. 102 Código de Postura) = R$58,14 à R$581,40
Fazer masseiras na rua sobre a pavimentação (Art. 102 Código de Postura) = R$58,14 à R$581,40
Deixar podas de árvores e outras plantas na calçada ou na rua (Art. 33 Código de Postura) = R$87,21 à R$581,40
Deixar o lote sujo e vago (Art. 30 Código de Postura) = R$29,07 à R$872,10
Deixar o lote sem demarcação (muro) (Art. 183 Código de Postura) = R$58,14 à R$872,10
Deixar a calçada suja e com mato (Art. 228 Código de Obras e Programa Unaí Sem Barreiras) = R$58,14 à R$872,10
Não espere ser denunciado. Faça sua parte e colabore para uma maior mobilidade em nossa cidade. Coloque-se no lugar de um cadeirante e veja o quanto uma calçada sem barreiras é essencial. Pense nisso!
Bruno de Oliveira Rocha 

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

0 resposta em “Unaí Cidade Limpa e Unaí Cidade Legal são lançados pela Prefeitura”

Boa Campanha. Mas o nosso Prefeito Delvito deveria primeiramente se preocupar com os problemas existentes no lixão de Unaí, que são o mau cheiro, as moscas, demais insetos e pequenos animais roedores e peçonhentos e, o maior incômodo, a negra fumaça que resulta das queimadas. Uma coisa de cada vez, vamos aguardar o projeto do Delvito.

O problema do lixão é como um câncer. A retirada do tumor (lixão) é o primeiro passo, depois vêm os processos posteriores e nesse exato momento, Delvito está tentando articular uma situação de “mexer com tudo”, no entanto, a campanha Unaí Cidade Limpa é praticamente a mesma coisa que a Secretaria de Saúde já fez nos dois primeiros meses, contudo, não sei por qual motivo, essa campanha que tem base em um projeto já existente foi a público com direito a veiculação de carro de som no domingo convidando a população. Esperamos que Delvito foque a partir do 6º mês de governo as áreas prometidas como prioritárias, tais como saúde, educação, zona rural e meio ambiente. É preciso aguardar, mas já estamos no terceiro mês e Delvito promete fazer uma gestão brilhante, mas é preciso aguardar, reitero, já que ele pediu seis meses de “carência”. Luiz Paulo, obrigado pelo comentário. Rumo aos 15 mil acessos!!!

Comente! Aqui é o lugar!