Categorias
Blogue Idade Digital

Vagas de emprego em Unaí crescem

Estão faltando diariamente em média 23 profissionais no mercado unaiense. As vagas, que são ofertadas no SINE, podem ser consultadas pela internet. O setor de maior carência no momento é o terciário (serviços). O desenvolvimento que Unaí vem sofrendo nos últimos anos traz a ideia de que os próximos investimentos trarão muitas melhorias e os trabalhadores do setor privado e informais vibram com essa boa fase da cidade.

Há muitos anos, o Sistema Nacional de Emprego (SINE) está em Unaí-MG facilitando o ingresso de desempregados no mercado de trabalho através da oferta de vagas. No ano de 2013, a atualização diária das vagas disponíveis pela internet foi aprimorada e pode ser consultada no site da Prefeitura Municipal de Unaí. Dessa forma, o desempregado não precisa sair de casa para procurar emprego, basta acessar o site e procurar pela vaga ofertada. Depois de haver encontrado a vaga, o empregado precisa procurar o SINE Unaí para buscar o endereço do empregador que oferece a vaga ao interessado, depois disso, basta levar seu currículo e então passar pela seleção do empregador.
O setor do agronegócio vem dando várias oportunidades e as fazendas latifundiárias estão aumentando ainda mais as vagas, já que Unaí-MG se destaca na produção de grãos e leite. Outro setor que tem grande carência no mercado de trabalho são as vendas. Profissionais especializados também são requisitados diariamente no SINE de Unaí.
Emprego de menores
Os menores em Unaí não estão sem vagas de emprego, creiam. Muitos empregadores estão dando oportunidades de emprego para os menores crescerem na vida trabalhista e assim deixar de lado os perigos da vida criminal. Conversamos com um empregador do ramo de materiais elétricos, segundo ele, a satisfação maior em contratar menores é tirá-los dos perigos que o mundo oferece. Na sua loja, ele tem dois menores trabalhando em regime de aprendiz, com carteira assinada e todos os benefícios em dia. Ele tem dois menores trabalhando em sua empresa e já pensa em aumentar o número de funcionários abrindo vagas para menores, assim, “esses jovens podem crescer”, explica.
Contanto, as vagas ainda são as mais seletas possíveis. Os estudantes tem que ser bons alunos para que o patrão contrate-o, já que o interesse maior do empregador é fazer o menor crescer no emprego e sair da escola com uma vida trabalhista em dia. É muito importante lembrar que a contratação de qualquer funcionário deve ser na forma da lei e quando menor, o empregador deverá obedecer a legislação voltada para Aprendizes Legais no Brasil. O empregador que não obedecer a legislação trabalhista está sujeito à penalidades.
Setor informal a todo vapor e formalizações aumentando
Não é de hoje que o Brasil vem crescendo na economia mundial, mas o setor informal (não registrado) também segue os mesmos passos. Contudo, um índice alto também é o de pessoas que encontraram no programa “Empreendedor Individual” do SEBRAE a oportunidade de garantirem benefícios para sua jornada trabalhista. Ou seja, o setor informal cresce porque é porta de entrada de muitas pessoas no mercado e a formalização também vem crescendo por causa das facilidades oferecidas aos trabalhadores individuais.
Em Unaí, a agricultura familiar movimenta grande parte do setor informal, onde dezenas de trabalhadores decidem cultivar frutas e verduras para venderem nas feiras e em pontos de grande movimentação, como é o caso dos vendedores sobre a ponte do Córrego Canabrava na avenida Governador Valadares. É cada vez mais comum ver pessoas entrando no mercado informal já com perspectivas de crescimento. O setor também de revenda é forte no segmento informal e movimenta milhares em Unaí-MG.
Cursos de capacitação e novas oportunidades no setor terciário
O SINE também oferece vagas em cursos de qualificação a trabalhadores desempregados, com, no mínimo 16 anos e que tenham, pelo menos, o Ensino Fundamental completo ou estejam cursando. Os cursos são gratuitos e os alunos também recebem material didático, vale-transporte (se a distância percorrida for maior que dois quilômetros), lanche e certificado de conclusão do curso. As pessoas interessadas deverão procurar o SINE Unaí no período de inscrições. Os últimos cursos ofertados foram: eletricista, inglês básico e atendente.
Com a chegada da UFVJM, as vagas de emprego tenderão a aumentar bastante, portanto, o setor de serviços irá lucrar muito. Em Unaí, um segmento que vem crescendo bastante é a franquia de serviços de reformas e reparos. A franquia Doutor Resolve, maior em crescimento nos últimos anos e que atua em Unaí e algumas cidades da região já há alguns meses teve uma ampla participação no segmento e está crescendo bastante. Especializados nas seguintes áreas: alvenaria, hidráulica, elétrica, jardinagem e pintura, a Doutor Resolve é maior franquia de reparos e reformas do Brasil. O segmento, que teve uma publicidade maior depois da personagem “Pereirão” da novela Fina Estampa, onde a atriz Lília Cabral interpretou o papel de uma “marida de aluguel”, que fazia todos os tipos de serviços em construções, desde a alvenaria até a pintura.
Em conversa com Justo, comerciante que está construindo um prédio na região periférica da cidade, ele afirmou que “há dois anos atrás, um pedreiro cobrava a metade para executar um serviço que faz hoje, e os profissionais especializados (bombeiro hidráulico, eletricista) estão cobrando caro demais. Um serviço que era R$100,00 hoje já chega nos R$300,00”. Em abril de 2010, o preço médio de um dia de serviço executado por um pedreiro ficava em torno de R$50,00, hoje com as centenas de construções, o advento da Copa do Mundo e a democratização do acesso ao crédito, o valor médio chega ao R$120,00. Um aumento de 140% em menos de três anos.
O setor de serviços vem crescendo e nos últimos anos chegou a brigar com o setor industrial, já que a indústria sofreu um crescimento ofuscado enquanto o setor terciário concentrou grande crescimento. As facilidades para o empreendedor individual abrir e legalizar seu próprio negócio vem movimentando ainda mais esse setor que tem uma demanda ainda maior e só tende a crescer.
Bruno de Oliveira Rocha 

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!