Categorias
Blogue Idade Digital

O que você vai economizar com a queda dos impostos da cesta básica? Veja!

Anunciada a queda total dos impostos que incidiam sobre a cesta básica, o brasileiro já pode começar a fazer as contas de quanto poderá economizar comprando os produtos da cesta básica com a nova redução. O ID fez pesquisas em três estabelecimentos comerciais, de pequeno, médio e grande porte, dos preços dos 12 produtos e traz agora o resultado pra você. A redução pode chegar até 12,5% em alguns produtos.

“A partir de agora, todos os produtos da cesta básica estarão livres do pagamento de impostos federais. Espero que isso baixe o preço desses produtos e estimule a agricultura, a indústria e o comércio trazendo mais empregos. Com esta decisão, você, com a mesma renda que tem hoje, vai poder aumentar o consumo de alimentos e de produtos de limpeza e ainda ter uma sobra de dinheiro para poupar ou aumentar o consumo de outros bens”, anunciou Dilma Rousseff na última sexta-feira em pronunciamento oficial feito em cadeia nacional de rádio e televisão.
Mesmo com os questionamentos feitos pelo PSDB em relação ao uso político da derrubada dos impostos, os preços já vão começar a mudar a partir da próxima semana. Dilma Rousseff negou no ano passado o artigo que constava da medida provisória 563, de incentivos à inovação tecnológica e que amplia a desoneração da folha de pagamento, que aplicava a queda total dos impostos que recaem sobre a cesta básica. No dia anterior (7), o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou resultado de pesquisa em 18 capitais que apontou um aumento de mais de 10% em 17 das 18 capitais pesquisadas, portanto, a queda prática dos impostos será sentida em pequenas quantidades.
O governo brasileiro vem travando uma verdadeira luta contra a inflação que está oscilante, são medidas bastante corretivas que estão sendo aplicadas, mas pouco efetivas no cenário econômico global. Essa é mais uma das séries de medidas aplicadas para fomentar a economia das classes C e D, que entram pra valer no mercado econômico brasileiro. O advento da Copa das Confederações que será disputada agora em junho será o passo mais alto desde 2011 no aquecimento da economia nacional.
O governo vai zerar a incidência de PIS/Pasep-Cofins e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de 16 itens: carnes (bovina, suína, aves e peixes), arroz, feijão, ovo, leite integral, café, açúcar, farinhas, pão, óleo, manteiga, frutas, legumes, sabonete, papel higiênico e pasta de dentes. Na oportunidade do pronunciamento, Dilma ainda anunciou que a partir da segunda quinzena de março, medidas mais austeras serão implantadas para defender o consumidor, reforçando as ações do Procon e criar mecanismos para dar respostas mais ágeis e mais efetivas aos consumidores.
Cesta básica em Unaí-MG
O IDpercorreu três estabelecimentos comerciais na busca de preços de produtos da cesta básica. Para cada produto, foram analisadas três marcas. Os resultados você confere, em média, de quanto o consumidor deverá economizar caso a desoneração pretendida seja efetivada na prática. “Conto com os empresários para que isso signifique uma redução de pelo menos 9,25% no preço das carnes, do café, da manteiga, do óleo de cozinha, e de 12,5% na pasta de dentes, nos sabonetes, só para citar alguns”, completou Dilma em seu pronunciamento.
O valor total da cesta básica chegou, no último levantamento, em Minas Gerais, ao valor de R$286,35. Aqui, traremos uma projeção apenas para os produtos que sofreram a desoneração do PIS/Pasep-Cofins e do IPI. Apenas os 8 itens que sofreram reduções terão suas médias aqui representadas caso seja efetiva a redução no valor final ao consumidor. Essa redução marcará uma diminuição de R$7,3 bilhões ao ano por causa dos impostos que deixarão de ser coletados. Somente neste ano, conforme o Tribunal de Contas da União, o corte deverá chegar a mais de R$5 bilhões.
Tabela de projeção dos preços dos produtos da cesta básica conforme redução anunciada pela presidente Dilma Rousseff na última sexta-feira (8)
ITEM
PREÇO MÉDIO HOJE
PREÇO MÉDIO C/ REDUÇÃO
Carne
R$12,90
R$11,71
Arroz
R$9,90
R$9,90
Feijão
R$5,90
R$5,90
Ovo (dúzia)
R$4,50
R$4,50
Leite Integral
R$2,50
R$2,50
Café
R$3,87
R$3,51
Açúcar
R$8,90
R$8,08
Farinhas
R$2,90
R$2,90
Pão
R$8,90
R$8,90
Óleo
R$3,90
R$3,90
Manteiga
R$4,90
R$4,45
Frutas
R$4,69
R$4,69
Legumes
R$9,87
R$9,87
Sabonete
R$1,35
R$1,18
Papel Higiênico
R$3,39
R$3,08
Pasta Dental
R$1,69
R$1,48
Bruno de Oliveira Rocha 

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

0 resposta em “O que você vai economizar com a queda dos impostos da cesta básica? Veja!”

Alimentos e produtos estes para sustentar uma família no período de 1 mês, impossível, essa cesta básica é de projeção de 1938 nesse sentido vem a notícia de que o governo também criou um grupo de estudos para ampliar os produtos da cesta básica, pois como ja disse essa lista de produtos da cesta básica foi feita em 1938 sobre os hábitos alimentares do brasileiro em várias regiões do país. Claro que depois de tanto tempo os hábitos mudaram. E por enquanto não vi redução nenhuma, de nenhum alimento se quer nos supermercados.

A cesta básica elaborada pelo Dieese chega a ter mussarela como produto básico, portanto, esses alimentos da cesta realmente são impossíveis de sustentar uma família durante um mês. Outras instituições com a FGV fazem projeções de que o preço não deve ter uma mudança significativa nos mercados por causa da última alta dos preços da cesta que praticamente se igualam aos valores que serão descontados, portanto, igual por igual.
Quanto a baixa, sou daqueles otimistas que acreditaram na redução da energia e ela chegou, por que não acreditarmos na chegada da redução do preço dos alimentos. Vamos aguardar e por enquanto, assistir à polarizada briga entre PT e PSDB, nas suas atitudes mais do que nunca de candidatos e não de eleitos pelo povo.

Comente! Aqui é o lugar!