Categorias
Blogue Idade Digital

Delvito Alves: 126 dias no Poder; reflexão

Hoje completam 126 dias que Delvito Alves e Hermes Martins ocupam os dois cargos mais altos da prefeitura. Neste ‘resumão’, o ID traz um panorama geral de tudo o que ocorreu de mais importante até aqui e várias informações novas reunidas num só texto. Confira!

Desde o dia 2 de janeiro de 2013, Delvito Alves da Silva Filho ocupa o cargo de prefeito de Unaí-MG, bem como seu vice, Hermes Martins Souto. Como é de praxe em todas as prefeituras do país, Delvito Alves encontrou uma dívida (fruto do déficit na arrecadação do IPI em 2012) de quase 8 milhões de reais. Os problemas financeiros da Prefeitura Municipal de Unaí-MG foram sanados ainda no início de fevereiro.
Enquanto tramitavam os pagamentos da prefeitura, Delvito aproveitou para reunir-se por dezenas de vezes com praticamente todos os setores da sociedade organizada, recebendo críticas, elogios, pedidos e apoio vindos de instituições e organizações em geral. Ainda no início de abril, Delvito deu início à sua temporada de viagens à Belo Horizonte e Brasília para buscar recursos junto ao governador Antônio Anastasia e à deputados federais coligados com seu partido.
Das dezenas de reuniões, alguns pontos e decisões importantes ganharam destaque: reitor da UFVJM escritura terreno doado para universidade, aterro sanitário será implantado antes do fim do ano (evitando que o munícipio seja vítima de uma multa milionária), subvenções municipais quase triplicaram de valor, Hospital do Câncer do Noroeste Mineiro não tem data para iniciar, obra de 12 milhões para construção de rede esgoto dos bairros Santa Clara estendendo-se até a Lagoa de Decantação da ETE deverá ser iniciada ainda em 2013, outra reunião com as lideranças dos bairros dalém do Rio Preto (Santa Clara, Mamoeiro, Industrial, Água Branca I e II) rendeu muitas novidades no tocante à obras de melhoria infraestrutural.
Divididas em temas, preparamos um resumo de várias promessas e conquistas do governo Delvito até aqui. Cada tema vai tratar de assuntos específicos, seus aspectos negativos e positivos, bem como o que foi feito e o que é necessário fazer na área tratada.
Trânsito: primeiras providências
O IDtrouxe nas cinco matérias da série “Trânsito: é preciso mudar!” vários aspectos sobre o trânsito de Unaí, desde sua frota, o comportamento dos usuários e as dificuldades de melhoria do trânsito. O prefeito Delvito Alves esteve a par de todas as nossas matérias e disse olhar com cuidado para o trânsito. Fontes informaram que o prefeito se reuniu com um engenheiro de tráfego em Brasília para discutir melhorias para o trânsito, porém nada ainda está confirmado.
Alegando que o modelo de tapa-buracos que vinha sendo largamente utilizado pela Prefeitura nos anos anteriores era ineficaz e paliativo apenas, Delvito resolveu trazer um novo modo de tapar buracos, com uma técnica que, de fato, é mais resistente, não cria deformações nas ruas e evita o surgimento de outros buracos no período de chuvas, à exemplo do que é feito nas estradas, com a retirada de um quadrado em volta do buraco e a aplicação de pinche com posterior compactação. Em contrapartida, o tempo necessário para sanar todos os buracos de Unaí é estimado em dois meses, sem imprevistos.
Uma reunião com moradores dos bairros dalém do Rio Preto resultou num pedido especial para ser pensado: a instalação de uma ciclovia no trecho que liga o bairro Mamoeiro à ponte sobre o Rio Preto. A Prefeitura acionou o órgão estadual competente, porém, muitos são os usuários que nas três direções da cidade tem que se aventurar ao lado de carretas e caminhões com toneladas imprimindo forças que desestabilizam o condutor e podem causar sérios acidentes. A viabilização de ciclovias nos trechos mais emergentes fora da cidade seria de fundamental importância para assegurar a segurança dos trabalhadores e estudantes.
Avanços e passos importantes foram dados para a melhoria do trânsito, mas informações de pessoas ligadas à gestão atual informaram que a Zona Azul não será mais implantada na cidade por causa de problemas relativos à administração desse projeto que desafogaria os estacionamentos na região central da cidade e que tem o apoio incondicional do Conselho de Segurança Pública Urbana de Unaí (CONSEP). No debate promovido pela Band antes das Eleições 2012, quando Delvito consagrou-se prefeito, ele prometeu discutir e debater amplamente o projeto para verificar sua viabilidade, criticando o “medo” das administrações anteriores em implantá-lo.
Outro impasse que também pode ter provocado a decisão em não prosseguir com o projeto pode ter sido a crescente abertura de vagas privadas, retratada na matéria “Estacionamentos privados X Zona Azul: oembate para aumentar as vagas”. Esse projeto iria criar a rotatividade dos estacionamentos e ainda reverter renda para o Programa Adolescente Cidadão (PROAC), formando jovens e adolescentes no intuito de retirá-los de situação de risco social. Infelizmente, se esse projeto não for implantado, continuará recorrente a busca por vagas no centro da cidade. A população aguarda agora que ações de melhoria continuem a ser implementadas para garantir fluência ao trânsito na cidade.

Saúde: nada pior
Quebrar um braço fora do expediente do médico ortopedista significa ter que ficar durante várias horas esperando o plantão do mesmo. Isto acontece porque não há mais de um médico especializado, fazendo apenas um turno diário. Os primeiros problemas das contas do município refletiram na falta de materiais no início do ano, todavia, a situação já foi regularizada e o fornecimento de remédios e materiais médicos está regular. As matérias “Falta de materiais e má qualidade da saúde preocupa unaienses” e “Um dia na saúde unaiense” mostraram problemas de deficiência na saúde unaiense e que não estão perto de serem sanados.
Delvito Alves anunciou ainda no início de março uma possível parceria da Faculdade de Medicina de Paracatu com a Prefeitura Municipal de Unaí, possibilitando a implantação de um hospital-escola da faculdade, o que reduziria a carência de médicos e seria uma inovação no governo. Foram duas reuniões confirmativas à parceria, no entanto, nenhuma nota oficial foi lançada sobre a implantação ou não do empreendimento.
O Hospital do Câncer do Noroeste Mineiro precisa de R$ 4 milhões para ser iniciado. Essa foi a declaração da ANMECC em reunião com o prefeito Delvito Alves em fevereiro. O ID trouxe uma matéria sobre a especulação imobiliária nos bairros próximos ao local de construção do hospital, denotando que os preços chegaram a aumentar 400% na área. Confira a íntegra da matéria “Hospital do Câncer de Unaíe UFVJM: especulação cresce!”.
As ações na área da saúde, embora não pareça, estão sendo realizadas. Delvito Alves tem buscado trabalhar lado a lado com a Secretária Municipal de Saúde, Andréa Machado no sentido de prover melhorias. O programa de notificação dos casos de Dengue e as reuniões com o governador Anastasia estão sendo alguns dos passos nessa caminhada. Como a saúde foi um dos alicerces da campanha de Delvito Alves, alguns usuários estão entediados com a falta de melhoria visível no Pronto Atendimento Municipal. As fotos que encabeçam esse tema comprovam que cada vez mais as filas no Hospital Municipal aumentam e usuários se indignam; alguns chegam a passar até 12 horas esperando por atendimento médico.
Educação: ainda não
Curso Pré-Vestibular Municipal, adesão ao PNAIC e lei de repasses para estudantes. Esses foram as “grandes” conquistas da educação nos últimos quatro meses. A Secretaria Municipal de Educação ainda celebra com vitória a adesão ao PNAIC, já que a parceria federal viabilizará uma educação com material didático e humano de maior qualidade. Quanto ao repasse de R$ 500 mil para a Associação de Estudantes de Unaí (AESUNA) favorecendo o pagamento do transporte coletivo diário em direção à faculdades de ensino superior no município de Paracatu, à cem quilômetros da cidade.
Prometido por Delvito Alves em sua campanha eleitoral, o pagamento do piso salarial nacional aos professores da rede municipal ainda deve caminhar mais alguns passos. Isso acontece porque além da contratação de servidores estar impedida em função da folha de pagamento “estourada”, a gestão precisa reverter essa situação financeira desfavorável. Em reunião com professores do magistério, Delvito anunciou a contratação do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam), que fará um levantamento geral da administração unaiense nos próximos dias. A Prefeitura pagará R$ 118 mil pela consultoria. Só assim, poderá se ter uma solução definitiva e não paliativa sobre o caso.

Meio Ambiente: limpeza e contra limpeza
Há mais de 25 anos, Unaí sofre com um lixão para onde vão todos os resíduos não aproveitados das residências e estabelecimentos comerciais da cidade. Esse problema fez com que a Prefeitura Municipal de Unaí tivesse que assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no sentido de providenciar sob pena de multa, a criação de um aterro sanitário. Sobretudo, em 2014 entra em vigor a Lei nº 12.305/10, a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que entre outras obrigações, estabelece que até 2014, todos os municípios brasileiros terão que transformar os seus depósitos inadequados de lixo, os chamados “lixões”, em aterros sanitários.
Caso este problema não seja resolvido, o município poderá ser multado em R$ 4 milhões, provocando uma quebra irreparável no caixa da Prefeitura. É importante lembrar que o governo Antério já havia entregue o projeto de implantação de um aterro sanitário ainda no ano passado à Superintendência Regional de Regularização Ambiental (SUPRAM-NOR), porém o órgão negou a licença ainda em fase de instalação. Outra aposta do governo Antério foi também o Projeto Natureza Limpa, que basicamente pretende transformar o lixo em carvão, porém, por causa de impasses na obtenção da licença de operação, o projeto ainda não pode funcionar. O projeto pioneiro também parece ter sido pouco aceito por Delvito Alves que não manifestou apoio ao empresário.
Outro problema que se manifesta como um câncer na cidade é a Grota do Taquaril, que já foi alvo de estudos topográficos para viabilização de obra de canalização, porém, as dificuldades são muitas. Falta o investimento do governo estadual para a obra que deve ser da ordem de R$ 3 milhões, executando todo o trajeto. Se não ocorrer nenhuma ação, os processos erosivos na região comprometerão não só a estética quanto às ruas próximas à grota, sendo que também há problemas relativos à segurança no local.
O projeto Unaí Cidade Limpa foi um passo importante na limpeza da cidade, mantendo um programa de limpeza contínua e com uma periodicidade bem menor que a apresentada nos anos anteriores, todavia, algumas áreas da cidade continuam a ser esquecidas. No entanto, o que chamou a atenção de alguns moradores foi a falta de consciência ambiental dos limpadores da Prefeitura Municipal de Unaí enquanto faziam a limpeza das margens do Córrego Canabrava. Toda a grama foi jogada para dentro do leito do córrego, contrariando assim a ideia de limpeza e ainda poluindo o leito.
Segurança pública: olhos eletrônicos e bom trânsito estadual
No início de janeiro, uma “Onda de arrombamentos em alguns bairros de Unaí-MG” preocupou vários moradores. Furtos, assaltos, roubos e arrombamentos. O que fazer numa cidade onde determinadas áreas da cidade são muito perigosas? Instalar câmeras de monitoramento? Essa é a aposta que a Prefeitura está fazendo, já que o pedido de câmeras à Secretaria de Segurança Pública do estado foi conferido e assinado no fim do mês passado por Anastasia. O convênio irá beneficiar algumas áreas da região central da cidade, as entradas da cidade e pontos dos bairros Cachoeira e Canaã; a Polícia Militar espera reduzir 30% da criminalidade nos locais implantados. Outros recursos também já foram conseguidos junto ao governo estadual por Delvito Alves para investir em diversas áreas.
Amanhã (08), o Centro Socioeducativo no bairro Santa Clara será inaugurado com a presença de várias autoridades. Delvito Alves está empolgado com a inauguração e quer a presença da população na cerimônia. O centro receberá cerca de 95 menores infratores e as vagas já deverão ser preenchidas até o próximo mês, isto porque há um “dossiê” da Polícia Militar sobre alguns menores infratores reincidentes em seus crimes.
Esporte: sem apoio
O Unaí Esporte Clube, time da cidade que disputa o Campeonato Brasiliense terminou sua participação no campeonato com vários problemas para se safar do rebaixamento. Ao final do último jogo, o presidente do clube, em entrevista ao site Esporte Candango desabafou esperando um empenho maior da prefeitura para com o clube. Confira a matéria na íntegra “Com vitória sobre o Legião, Unaí fica na Primeira Divisão”. Os torcedores também reclamam, com razão, da falta de cobertura para o estádio, que em dias de jogo, não fica mais lotado porque o sol impossibilita a torcida.
Exonerações e nepotismo
Não obstante, Delvito Alves cumpriu sua promessa em trabalhar lado a lado com o Ministério Público, mesmo depois de desabafar por ter que cortar em sua própria carne ao exonerar quatro servidores, incluindo seu irmão José Inácio, secretário de governo. Delvito, na oportunidade, aproveitou para desabafar sobre a oposição. A oposição não ficou quieta e respondeu às críticas de Delvito. Confira a matéria completa “Prefeito exonera servidores e desabafa sobre oposição”.
Comunicação virtual e gestão participativa/interativa
O prefeito, logo no início de março viu no Facebook, a maior rede social do mundo, a oportunidade de criar um vínculo mais forte com os cidadãos unaienses. Recebendo mensagens de apoio, críticas e elogios, Delvito está aumentando cada vez mais sua gestão participativa com a colaboração dos unaienses. A Prefeitura também utiliza o perfil para dar publicidade às ações do Executivo municipal. Confira a matéria completa sobre a nova forma de gestão participativa de Delvito, utilizando um meio inovador e acessível, a internet. “Prefeito Digital! Delvito Alves é o primeiro a fazer o uso das redes sociais no governo”.

Bruno de Oliveira Rocha 

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!