Categorias
Espiritualidade

Amigo é coisa pra se guardar

Nunca discorde da frase do título. A amizade é sempre o resultado de doação. Você não se torna amigo de alguém por ele ou ela te machucarem. Pelo contrário, se torna amigo quando ele te pede perdão. Mas, a amizade não é só isso.

Alguns filósofos prezavam muito pelos ensinamentos de seus mestres, não somente a ponto de se tornarem amigos, mas de serem um “grude”, ou seja, não se descolavam dos mesmos por maneira alguma. Se amizade à distância já é bom, imagine o tempo inteiro compartilhando de tudo, desde a comida até as experiências?

Todavia, não quero aqui citar ou recordar os filósofos, mas sim discorrer sobre a amizade.

Recentemente, as circunstâncias da vida que Deus me permitiu passar, me deram alguns amigos preciosíssimos. Desde amigos do setor profissional, estudantil, cotidiano e até alguns “meio loucos”… (risos)

É também importante dizer que existem níveis de amizade. Esses níveis nos ajudam a posicionar as pessoas certas, com os ouvidos certos, na hora certa em nossas vidas.

São os mais íntimos que nos socorrem no momento da dor, do desespero, da mágoa de algum acontecimento cotidiano. Geralmente, essas amizades perduram, mesmo com crises de todo gênero, porque foram construídas com muita “doação”.

No “patamar de baixo”, estão aqueles que ouvem seus sonhos, até compartilham de bons momentos com você, mas não estão presentes completamente em sua vida. Um pouco mais abaixo, há aqueles que te impulsionam, te escutam de vez em quando e pedem conselhos. E daí pra frente, existem os companheiros de trabalho, os colegas de escola, etc.

É assim. Devemos tratar bem a todos, mas sabemos que a confiança demora anos para ser construída, portanto, valorizar aqueles que nos acompanham desde a infância é a melhor forma de não ficar sem amigos. A família precisa ser a primeira rede forte de amigos.

Alguém já diria: “você só precisa de quatro amigos nesta vida, mas têm que ser de verdade, pois precisam segurar nas alças do caixão”.

Mas, na vida, se não há doação, não há amizade. Não é necessária a doação física, material. É preciso tempo. É preciso atenção. É preciso tocar o rosto que chora e enxugar suas lágrimas. É preciso dizer “vamos” ao invés de “vá”. É preciso fazer. É preciso agir com ternura, carinho e amor. A doação de tudo isso, nem sempre é fácil, porque envolve perdermos. E perder ninguém gosta.

Todavia, cristãos como eu têm aprendido a todo momento, a necessidade de renascer no que tange às atitudes. Sim, é preciso aprender que é preciso perder para ganhar. É preciso servir para ser servido. Aliás, é preciso morrer para viver. A Bíblia traz muito bem isso em Mateus 16:25, onde Jesus Cristo discorre que “quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por causa de Deus, a encontrará”.

Portanto, devemos sim nos preocupar com o que precisamos fazer pelo nosso amigo. Nem sempre poderemos socorrê-lo de forma efetiva, mas eficazmente poderemos ouvi-lo e tenha a certeza de que isso fará uma grande diferença no momento em que ele esteja passando.

Avante, sempre, na correção e no amor.

Obrigado, meus amigos.

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!