Categorias
Cultura

Feedback, o motor da continuidade!

Pense em algo que fez bem feito. Pense no que mais marcou você? Se não for algo dentro do que fez, com certeza foi o reconhecimento que recebeu ou pelo menos o “muito obrigado” ou “parabéns” dos atingidos pela ação.

E isto é importante. Como humanos, temos necessidade constante de sermos lembrados e principalmente de sermos reconhecidos. Isto é enxergado pelo nosso cérebro como “amor”. E, cá entre nós, é muito bom tudo isso.

Recentemente, ao ser avistado por um ex-professor, amigo e leitor assíduo de meus artigos no impresso Folha de Unaí, recebi um comentário muito agradável. Ele falava acerca do texto da edição de fevereiro do jornal, no qual eu fiz uma observação profunda sobre o modelo de gestão do atual prefeito de Unaí-MG, Delvito Alves da Silva Filho.

Mais importante que o comentário é saber que há muita gente que lê o que publico. Discordando ou concordando. E o mais importante, sempre vamos além das publicações, porque a conversa “rende” e este é o papel de qualquer que seja o texto que publico. Ele tem que “render” observações e provocações para que os leitores pensem, formem opinião própria e conheçam o todo.

Na edição de janeiro do mesmo impresso, o artigo publicado foi muito criticado e comentado por alguns amigos e leitores assíduos. Certo leitor, também assíduo, chegou a fazer anotações no texto e me enviá-las. Isto é bastante satisfatório para alguém que não é celebridade, nem mesmo um bom escritor ou profissional da comunicação.

Espero que nas próximas edições, também temáticas, aconteça o mesmo.

Alguns acham que isto é dependência, que é satisfação do ego, outrossim, isso é o que somos. Seres interdependentes. Não se engane, mostrar amor não significa ser frágil ou dependente, mas humano.

Reconheça. Vá em frente. Conquiste, lute, impulsiona, motive-se e motive alguém.

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!