Categorias
Política

Um fenômeno chamado difamação

Veicular notícias falsas, incitar o ódio, causar terror, atribuir frases inverídicas à personalidades e divulgar com extrema simplicidade o que não é simples.

O parágrafo acima retrata o que o maior fenômeno da internet brasileira e, de quebra, maior do mundo neste mês faz diariamente.

O perfil do TV Revolta, com mais de 3 milhões de curtidas e com um envolvimento diário de outros quase três milhões de pessoas é gerenciado por João Vitor Almeida Lima, proprietário do site.

A cama de fundo desse perfil, porém, não tem vínculos políticos com a oposição.

VISÃO CRÍTICA

As imagens anexas mostram a superação do TV Revolta em relação às páginas de políticos. Mostra também o sucesso da difamação.

Dilma Bolada, Folha Política e TV Revolta, juntos, fazem o maior fenômeno da internet mundial neste mês. As denúncias, muitas vezes falsas, rendem milhares de compartilhamentos e com isso, o crescimento das páginas atingem alarmantes números.

De um lado, a visão crítica poderia ser fortalecida se houvesse um pouco mais de seriedade nestes perfis. A população ganharia e os criadores se sentiriam honrados.

O problema é que não existe senso crítico fortalecido sem informação verídica. Com a desinformação, ninguém vai a lugar algum.

PRESIDENCIÁVEIS

Os investimentos dos três principais candidatos ao Governo Federal em campanhas na web e monitoramento de perfis está estimado em 32,5 milhões de reais. Somente Campos e Marina, R$ 8,5 milhões. Dilma e Aécio, R$ 12 milhões cada.

Se em 2010, a “bolinha de papel” do Serra já teve um grande número de envolvimento garantindo dias de muita movimentação no ainda desconhecido Facebook, imagine agora que a maioria das manifestações de 2013 emergiram dessa rede social?

Vai ser fogo. E quero acompanhar de perto!


*Com informações de CartaCapital, TV Revolta, Folha Política, Folha de S. Paulo, Estadão, LinkedIn e BBC Brasil.

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!