Categorias
Espiritualidade

Um pensamento sobre a vida de Cristo

“Você só tem duas possibilidades de pensar sobre Jesus Cristo: ou foi a farsa mais bem contada da história ou foi a história mais exemplar existente até hoje. Não há outra possibilidade. Certamente, se você pensa na segunda hipótese, você deve entender que Jesus morreu e está vivo, ressuscitado”, diz Héber Aleixo.

De fato, se algum dia acreditamos nesta história, sabemos que Cristo morreu e foi ressuscitado ao terceiro dia após sua morte.

Adepto do Cristianismo, tentando viver os ensinamentos de Cristo, enxergo que a vida desse homem que é Filho de Deus foi um exemplo, nada mais nada menos que o maior exemplo de todos.

Mas, por que, Bruno?

Simplesmente porque Ele tinha toda a autoridade e poder ordenados por Deus, mas cumprindo a vontade de seu Pai, veio à Terra e foi entregue aos sábios e mestres da época como um criminoso. Para que se cumprisse a profecia, não bastasse o sofrimento e vergonha de Cristo, ele foi crucificado, isto é, morreu da pior forma possível sem ter cometido um delito sequer.

Mas, se assim acreditamos, porque ainda não somos gratos por Jesus?

Existe uma diferença entre quem crê em Cristo e quem vive Cristo. Pois crer todos os mais abomináveis demônios o fazem. Viver o Cristo que morreu por nós, pecadores, porém, é muito difícil.

Por que algumas pessoas ainda enxergam Cristo crucificado?

Acontece que não podemos deixar despercebido este momento de morte, pois deverá ser a atitude que devemos ter para renascer espiritualmente. Cristo morreu exemplarmente e ressuscitou ao terceiro dia. Hoje Ele vela por nós e já não mais se encontra na cruz, mas com o Pai Celestial.

Embora muitos acreditam que viver Cristo é fácil, só na prática que se observa o quão difícil se torna prosseguir. Nós somos genuínos pecadores. E precisamos morrer dia após dia para a carne e avivar o espírito.

Para melhor exemplificar, um caso clássico: é muito fácil você apoiar qualquer pessoa que lhe é enxergada como boa, talentosa e ética. No entanto, quão difícil torna-se colocar apoio sobre alguém que está lançado ao mundo das irregularidades, que é de má fama ou ainda que seja alguém à margem da sociedade.

Acontece que, se queremos viver o Evangelho do Reino de Deus, precisamos nos renunciar e assim tornarmos semelhantes à Cristo em suas atitudes. Apostar as fichas em quem nada quer mais é apenas uma delas.

Precisamos acreditar mais, fazer mais, pensar mais e andar mais próximos de Jesus Cristo. O maior líder que já existiu deixa-nos um exemplo de dignidade humana, respeito, ética e da necessidade de refletirmos sempre sobre nossas ações.

Jesus Cristo lhe convida a seguir os passos dele. Vai ser difícil, mas Ele estará contigo até os fins dos tempos.

Grande abraço.

Feliz Páscoa. Feliz ressurreição daquele que nos salva.


Bases bíblicas (Tradução: NVI):
– Mateus 27:52-3
– Lucas 24:6
– João 15:12, 16
– Romanos 3:23

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!