Categorias
Tecnologia

Telegram: mais que alternativa ou moda, melhor que WhatsApp

O WhatsApp foi bloqueado na última quinta-feira (17), por determinação judicial. O bloqueio que durou apenas doze horas foi o suficiente para que o aplicativo de mensagens instantâneas Telegram ganhasse mais de um milhão e meio de usuários no Brasil. Mais que alternativa, o Telegram se revelou como vantajoso em relação ao seu principal concorrente – tanto para quem já o conhecia quanto para quem o conheceu “forçadamente”.

Atendimento
Depois de problema com nome de usuário, atendente responde imediatamente (Foto: Reprodução/Web.Telegram.Org)

O Telegram surge em 2013, primeiramente para iPhone. Surgiu como uma forma de se comunicar com segurança e como um projeto não lucrativo de comunicação. Apesar dos criadores serem russos, o Telegram tem matriz na Alemanha e surge pela iniciativa de dois irmãos – e é suprido financeiramente por eles.

Quando surgiu o escândalo da espionagem americana na qual o principal protagonista foi Edward Snowden, o Telegram já tinha angariado muitos usuários. E um deles fui eu. Dentro de toda a experiência com o Telegram de 2014 para cá, alguns motivos tornam este aplicativo muito vantajoso em relação a qualquer concorrente à altura como o próprio WhatsApp e o iMessage:

  • Segurança: ao invés de número de telefone para ser distribuído publicamente, um nome de usuário.
  • Segurança II: as conversas são criptografadas e, quando configurado o chat secreto, as mensagens não são mantidas nos servidores.
  • Liberdade: o WhatsApp não tem código livre, o Telegram sim. Na prática isto permite que você possa desenvolver qualquer outro cliente (app) com base nele e ajudar a comunidade a resolver problemas.
  • Gratuidade: o objetivo do Telegram não é o lucro, por isso ele é mantido com doações dos irmãos Durov e, posteriormente, da comunidade – ou com vendas de serviços não essenciais.
  • Gente como a gente: surgiu um problema ou dúvida? Faça uma pergunta e alguém – de verdade – vai te responder na hora e te dar um prazo para resolver, o que não acontece em nenhum outro mensageiro cuja burocracia de acesso ao suporte é lamentável.
  • Livre: livre de anúncios, de cobranças, de venda dos dados às empresas de busca, etc.
  • Grupos: você pode criar um grupo com 200 pessoas no Telegram – o dobro do concorrente.
  • Arquivos: bateu aquela vontade de mandar um texto do Word ou do Write para aquele amigo? Esqueça o e-mail: mande pelo próprio Telegram qualquer arquivo de qualquer tipo.
  • Vídeos e fotos lotando o seu cartão de memória porque os grupos são muito movimentados? Esqueça! No Telegram você determina o que quer baixar e quando quer.
  • Computador: existe o Telegram para desktop, o que o faz ser totalmente multiplataforma, coisa que o WhatsApp só conseguiu abrindo o acesso às mensagens pelo navegador.
  • Notícias do seu canal de TV favorito? Provavelmente ele já está lá compartilhando tudo. Parece um grupo, mas não tem limite de pessoas acessando.

Sem dúvida, as características positivas do WhatsApp são boas e usáveis, mas o Telegram, inegavelmente supera. Existe uma ideologia por trás dele e é isso que o faz ser tão espetacular como é. Confira as perguntas e respostas sobre o Telegram e veja o que o faz ser tão querido dos que defendem liberdade e segurança.

Tente usar o Telegram por um dia e explore suas funções. É um caminho sem volta!

0 resposta em “Telegram: mais que alternativa ou moda, melhor que WhatsApp”

Lucas, fico muito alegre de sua participação aqui e de sua disposição em usar o que é novo. Parabéns. Você não se arrependerá. Se conseguimos elaborar inúmeros prós do Telegram frente ao WhatsApp, o usuário à medida que conhece a ferramenta, desconhece outra melhor.

Comente! Aqui é o lugar!