Categorias
Comportamento Educação

Pra você que está aprendendo algo novo

Pra você que está aprendendo algo novo, não sei se te acalma ou te aflige, mas a verdade é essa: a única forma de manter-se dominando algo é aprendendo todo dia.

Costumo dizer que a vida é esse negócio doido que a gente não sabe definir, mas que dá pra resumir em um tempo que passamos aprendendo. E, se não é isso, o que é a vida?

Mas enquanto aprender tem a ver com assimilar novos conhecimentos, hoje está bastante complicado se manter atualizado em algum assunto. São muitas as novidades, muitas as nuances e as possibilidades. Não dá mais para aprender, sentar, cruzar os braços e pronto, portanto, atualizar-se continuamente é imperativo.

Eu trabalho na área de comunicação há anos. Desde o amadorismo dos vídeos e apresentações em família garantindo o entretenimento dos mais próximos até trabalhos para escolas, igrejas e, enfim, veículos de comunicação. Dentro da grande área da comunicação, há várias subáreas e dominar cada uma delas de modo excelente é impossível. Mas dentro da comunicação há algo muito requerido: multidisciplinaridade. Você precisa saber de tudo um pouco, ainda que não seja excelente em tudo.

Da mesma forma que a multidisciplinaridade é requerida, para que você tenha êxito é necessário ter domínio em uma subárea. Particularmente, minha subárea é o bastidor. É muito mais fácil para mim fazer a interface de apresentação de um evento do que, propriamente, apresentar o evento, embora eu saiba fazer ambos. Dentro da subárea dos bastidores, há outras subdivisões: suporte técnico audiovisual, suporte de apresentação, suporte de vídeo e suporte de áudio. Por experiência acadêmica, sou da área do suporte técnico audiovisual (basicamente, sou chamado para resolver problemas), mas por experiência e tempo de serviço, trabalho com suporte de áudio (basicamente, o cara do som).

A pandemia do coronavírus foi um divisor de águas no uso de tecnologias para transmissão de conteúdo via internet. As populares lives, chamadas e reuniões virtuais se tornaram termos muito comuns. E consequentemente, a forma de produzir eventos e de transmiti-los mudou. Foi nesse meio-tempo que encontrei um dos maiores desafios da minha vida profissional: servindo numa igreja local como voluntário na área de comunicação, precisei traçar algumas estratégias para transmissão de vídeo junto com a equipe que já existia. Além disso, foi necessário capacitar mais pessoas para atuar naquele ambiente. Foram alguns meses trabalhando nisso e, quando acabou o tempo proposto para formar a equipe, eu confesso que suspirei aliviado.

Aprender praticamente do zero a utilizar softwares novos foi um desafio muito grande. Precisei abrir caminho na floresta. E muita gente passou pelo caminho e foi alinhando e limpando a trilha. Chegamos no destino. E ao chegar no destino, encontramos força para traçar novos caminhos e buscar novas formas de melhorar. Foi nessa hora que precisei recuar porque saía da minha subárea. Então voltei pra minha outra subárea de domínio, também necessária.

Porque, na verdade, quando aprendemos a aprender, não passamos mais nenhum dia sem aprender algo novo. Essa, talvez, seja a grande diferença que me faz sair todos os dias de casa e partir para um trabalho que, para muitos, parece monótono, mas para mim é único. Passei mais de quatro anos ininterruptos atuando como coordenador de comunicação de uma igreja. Posso afirmar, com total e irrestrita certeza, que nenhum dia foi igual. Essa é a graça de trabalhar com comunicação: nada é igual. Pode não ser inédito, mas igual também não é.

No fim, em pouco tempo trabalhando comigo, seja presencialmente ou à distância, ou você me odiará ou você se sentirá extremamente confortável. Porque essa relação horizontal de aprendizado é algo que realmente gosto de cultivar. E costuma-se dizer por aí que gente de comunicação só se relaciona em cativeiro – isto é, com gente da mesma área. É, talvez, neste ambiente que estejam as minhas melhores amizades e, quem sabe, até mesmo alguém que assuma o risco de partilhar um pedaço de vida comigo.

Pra você que está aprendendo algo novo, não sei se te acalma ou te aflige, mas a verdade é essa: a única forma de manter-se dominando algo é aprendendo todo dia.

Foto: Pixabay/Reprodução

Comente! Aqui é o lugar!