Categorias
Comportamento

A impermanência é tênue e necessária

É sobre reconhecer que algumas coisas mudam, de tempos em tempos, assim como as estações do ecossistema terrestre.

Impermanência, ou ato de não permanecer. Não se trata, necessariamente de movimento contínuo, mas de desconforto comum e temporário, em ciclos. Impermanência é sobre reconhecer que algumas coisas mudam, de tempos em tempos, assim como as estações do ecossistema terrestre.

Dificilmente gosto de comprar ou estabelecer relações temporárias. Busco coisas que podem ficar por mais tempo que o hoje. No entanto, buscar aquilo que é duradouro não é igual a buscar o que é permanente. Afinal, a impermanência de nossas ideias e conclusões acerca da vida já é sinal de que esse é um assunto tênue.

Tudo tem jeito. Algumas impermanências, no entanto, custam mais caro que outras. Outras, sutis, mas fundamentalmente importantes. De tempos em tempos, troco meu número de celular – por razões diversas, mas nenhuma delas envolve ilícitos (risos). De tempos em tempos, troco meu aparelho celular – por razões diversas, entre elas: quebras. Minha última grande mudança virtual foi passar meu principal e-mail para o Gmail – finalmente me rendi ao gigante, facilitando assim várias integrações possíveis. Já a última mudança física foi me deslocar geograficamente de um endereço cujo morei por 20 anos para um novo endereço, agora morando sozinho.

Eu sou uma pessoa “do movimento”, sou apto a mudar. Entretanto, sou adepto das coisas permanentes e duradouras, não as inflexíveis ou intrépidas, mas aquelas que, de algum modo, permanecem. É por tal motivo que pequenas ou grandes mudanças de coisas que poderiam ser permanentes – como uma paixão, uma faculdade, um trabalho, uma moradia – me causam grandes paralisações emocionais e fazem com que eu precise viver, de modo ordenado, um processo de luto emocional.

Reconhecer que a impermanência é tênue, porém extremamente necessária, me deu condições de encarar com mais maturidade as mudanças e, mais que isso, a me jogar nelas. Não somente gostando das mudanças, mas me entregando à experiência que elas permitem que seja obtida.

***

Foto de Capa: Pixabay/Reprodução

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.