Categorias
Comportamento

A mesa é lugar de compartilhar

A vida acontece do lado de dentro das relações humanas e não de fora delas. Acredite: numa dessas partilhas você pode encontrar gente tão boa que você queira carregar pelo resto da vida.

Não gosto de sentar à mesa para dividir. Apenas para compartilhar. E por uma razão simples: a mesa permite que a igualdade dos que se sentam à volta dela se estabeleça de modo que todos, fazendo sua contribuição, saiam dali, não somente cheios como também difusores do que se encheu.

Para se sentar à mesa é simples. Precisa puxar a cadeira, sentar, abrir o coração, a boca e dispor as mãos. Mas se é simples, por que estamos com cada vez mais dificuldade para nos sentarmos à mesa? Não somente à mesa física, real, mas também àquela mesa figurativa que temos em nossas relações? Porque parece difícil demais dialogar neste tempo. Ou talvez porque a descartabilidade das relações se tornou algo muito comum. Retomamos, neste assunto, a liquidez já expressa por Bauman.

Há gente que se senta à mesa para dividir. Essa divisão pressupõe apenas a partilha de si, sem alimentação, sem retroalimentação, sem feedback. Partilhar apenas de si significa, entre outras coisas, egoísmo, individualismo e medo. Egoísmo porque olhamos tão e somente para nós, individualismo porque não acreditamos que o outro está ao nosso lado e medo porque sabemos que, ao abrir o coração e os ouvidos, seremos impactados pela mensagem transmitida pelo outro.

Mas há gente que se senta à mesa para compartilhar. Essa gente fala de si mesma, mas também ouve. Essa gente acredita em quem ouve, brinca, mas jamais desconfia de que do outro lado da mesa exista um humano. Porque a partilha mútua pressupõe entender que do outro lado existe um outro humano. Sem qualquer acréscimo. Preto, branco, amarelo, religioso, não religioso, são paulino, cruzeirense, centrista ou esquerdista, enfim. As bandeiras são uma parte da pessoa, não ela toda.

Quanto mais pessoas conhecer, quanto mais histórias conhecer, quanto mais comida você comer à mesa acompanhado, tenha certeza: mais humano você ficará. A vida acontece do lado de dentro das relações humanas e não de fora delas. Os relacionamentos precisam partir de nós mesmos. Acredite: numa dessas partilhas você pode encontrar gente tão boa que você queira carregar pelo resto da vida. Gente que quer você por perto não somente se assenta à mesa com você, mas também convida pra partilha. É com esses que você precisa ficar.

***

Foto: Pixabay/Reprodução

Comente! Aqui é o lugar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.