Categorias
Comportamento

Antes chegar molhado que esperar a chuva passar

Prefiro chegar molhado, e você?

Você tem um compromisso e a chuva chegou. Seu transporte não lhe permite muitas escolhas, proteger-se da água não é uma opção. E aí, você vai mesmo assim, se molhando ou espera a chuva passar?

Os que esperam a chuva passar costumam dizer que há tempo pra tudo, que a paciência faz bem, que esperar não mata. Esses também afirmam constantemente que preferem estar seguros, que o risco nem sempre vale a pena correr, entre outras coisas.

Os que enfrentam a chuva costumam ser ansiosos, desesperados, imediatistas. Eles gostam do risco, da aventura, do novo, do diferente. Segurança não é foco deles e a medição de riscos quase nunca acontece, pois o objetivo sempre está acima do risco.

Existem méritos em ambos os comportamentos. Mas hoje eu gostaria de aprofundar-me em quem escolhe se molhar e não deixa o compromisso esperando. Gosto de imaginar tudo como oportunidade e decisão.

Eu, particularmente, não tenho qualquer receio de me molhar se eu sei que vou chegar. Aliás, por vezes tomei chuva e mais chuva por impaciência. Não acredito, porém, que isto tenha impactado negativamente em mim. Pelo contrário, hoje eu conheço formas de dirigir melhor a minha vida porque enfrentei de modo inédito situações que não fui ensinado a lidar anteriormente.

E além disso, eu gosto da chuva. Na chuva a gente pode falar mais alto, chorar e sorrir sem preocupar muito. Na chuva, a água nos faz sentir vivos e acaba fazendo viver tudo ao seu redor.

Há quem espere anos para se casar, espere condições perfeitas, espere possibilidades múltiplas. Há quem conhece alguém e dois anos depois está planejando ter filhos com esta pessoa. Há quem espere por um ano uma viagem, quem espera por uma oferta de emprego prometida há meses. Há quem recebe um convite pra viajar de manhã e à tarde está com as malas prontas. Há quem receba ofertas de emprego porque vai atrás e mostra serviço.

Tem um velho ditado que diz “quem está na chuva é pra se molhar”. O que esse ditado não diz é que algumas pessoas podem escolher estar ou não na chuva. E é esse o diferencial.

Ainda sou daqueles que chegam molhados, mas chegam. E eu gosto de gente assim. Porque pra mim cada segundo que passou é uma oportunidade perdida. E cada segundo aproveitado é uma decisão acertada. Que a gente chegue molhado ao invés de esperar em segurança a chuva passar.

***

Foto de capa: Biblioteca WordPress Gratuita

Por Bruno Cidadão

Comunicador | Pesquisador | Checador

Comente! Aqui é o lugar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.