Categorias
Comportamento

Entre o descrédito e a valorização há um abismo

Sete passos entre o descrédito e a valorização. Vamos desvendá-los?

Descrédito. Dignidade. Respeito. Consideração. Utilidade. Importância. Valorização. Sete passos entre o descrédito e a valorização. Vamos desvendá-los?

O descrédito é o ponto mais negativo que uma pessoa pode alcançar perante seus pares. A escória, aquilo que ninguém quer provar. Alguns atores sociais estão nessa qualidade, infelizmente: os assassinos, os pedófilos, os comprovadamente insanos.

Pessoas desacreditadas têm em si o descrédito que a comunidade ao seu redor o impõe. Não necessariamente que tenham cometido algum crime. Às vezes o descrédito vem por uma expectativa do outro que foi frustrada.

A dignidade é o ponto mínimo que todo ser humano necessita. Dignidade tem a ver com condições mínimas de existência: comida, bebida, vestimentas, abrigo e proteção. Dignidade é o que parte considerável de nossa população não tem. São os que vivem com a ausência total do Estado, sem vínculos afetivos e dependendo da generosidade alheia.

A indignidade pode, também, ser provocada por um estímulo pessoal. Um sujeito que não aceita as regras que lhe são impostas pode escolher a indignidade como modo de viver, é uma rebelião individual ao status quo montado.

O respeito é o mínimo que cada ser humano merece. Há uma campanha global que pede respeito, trazendo como protagonistas personagens de diversas origens raciais, étnicas, religiosas e financeiras. Mas o respeito vai muito além dos que são desrespeitados, o respeito é regra universal.

A conceituação do que é desrespeito é que precisa ficar clara. É natural que o respeito seja alvo de questionamentos, já que nem sempre consensos são possíveis (e é mesmo bom que não sejam, pois se assim o fosse estaríamos nos uniformizando).

A consideração é o mínimo que podemos ter com alguém que conhecemos e gostamos. Consideração é quando, além de não achar ruim que alguém faça parte de nossa história, prezamos pela participação desta pessoa.

Um convite de aniversário vai para quem é considerado. Mas a não participação dessas pessoas consideradas não provoca um estresse, uma sensação de perda. Consideração é como um atestado de existência.

A utilidade é a validação além do próprio ser, é a validação do que ele merece e é composto. A graça da humanidade é seu poder de construir coisas através da inteligência. E com certeza, somos mais úteis uns aos outros do que pensamos. Utilidade, conceito explorado em outro texto aqui, está no valor que alguém representa para o outro a partir do quanto ele é útil.

Utilidade é também um dos passos para a valorização. Ninguém valoriza o que é inútil. O que é fundamentalmente importante e que distancia a valorização por utilidade da valorização por importância é quando uma invalidez temporária ou permanente se manifesta. Somente a importância salva.

A importância é o que destaca as pessoas que carregamos no coração. Tem milhares de pessoas que conhecemos ao longo da vida, mas somente algumas carregamos em nossos corações, em nossas memórias. Seria impossível carregar todas, por isso, naturalmente selecionamos aquelas que nos moldam. Somos colcha de retalhos. Colecionamos e costuramos partes dos outros em nós. É assim que se formam casamentos e amizades duradouras, com cada um importando um pouquinho outro pra si mesmo.

E a valorização por fim, é o estado máximo que é possível alcançar quando se trata de reconhecimento prático e efetivo de alguém. Não existe outra forma melhor de informar a alguém de que ela é valorizada do que cuidando das necessidades dela, dando a ela a prioridade que merece e avaliando os feedbacks dela para que o conforto e a satisfação lhe sejam conhecidos.

Valorização é um estágio máximo. É o salário justo. A satisfação de pedidos. É a consideração honesta de críticas e elogios. É a audição ativa. Valorizar é dar ao outro o que é justo oferecer, sendo que o conceito de justiça se baliza por quem a oferece e não por quem a recebe. Valorização é mais do que a manutenção: é a melhoria, o embelezamento e a edificação do outro.

Agora é hora de aplicar esses conceitos em sua vida e avaliar honestamente se você está sendo tratado(a) como deve e se está tratando os outros como merecem.

*** Foto de Capa: Pixabay/Reprodução

Comente! Aqui é o lugar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: