Categorias
Comportamento Relacionamentos

O tempo de viver aventuras passageiras

Hoje, um pouco mais velho e consciente de tudo isso, percebo que falhei ao queimar etapas na adolescência. E chego a outra dura constatação: o tempo perdido não volta, mas há como aproveitar o que se tem no hoje e acelerar processos não vividos, bastando vivê-los com a consciência do hoje.